Chevy Nova Super a Vontade em Porto Alegre

 Antes de tudo, deixe me explicar como aconteceu.
Antes de ir dormir na quinta feira, abri o blog T-Hunted e vi a postagem apresentando o novo modelo da Lamborghini Urus, achei muito feia e resolvi ir nos comentários e ver o que estavam falando sobre o modelo.
Um deles me chamou a atenção, pois avisava que tinha um recado de utilidade publica para o pessoal de Porto Alegre. No recado dizia que no antigo "Moby Center" havia mais de 30 Chevy Nova Wagon Super a venda. Após ler o comentário, fui verificar que horas o comentário tinha sido criado e vi que foi feito quase as 19:00, e no momento em que li ja passava das 00:00. Pesquisei no Google onde ficava esse tal de Moby Center e vi que era onde se encontra atualmente o Supermercado Nacional.
Achei que era uma trollagem de algum desocupado, mas durante minha aula lembrei disso e pensei: "Que droga, mesmo se for mentira, preciso ir la conferir apenas para ficar tranquilo."
Sai da aula e fui em direção ao super mercado que fica próximo a minha faculdade. No meio do caminho me senti meio ridículo por acreditar em um comentário do blog, mas ja estava quase chegando. Logo quando cheguei fui atrás dos HW e logo quando encontrei vi que só havia um Chevy Nova Wagon com pneu de plastico solto dentro da gondola, mas ao olhar para cima encontrei o sonho de qualquer colecionador de HW, por volta de 80 Super enfileirados. Foi meio inacreditavel e fiquei um bom tempo olhando aquilo.
Decidi pegar alguns para mim e telefonei para um amigo ir até la explicando o que tinha encontrado.
Eu peguei 20 modelos e fui embora, deixando o resto la. Tirei duas fotos e postei em um grupo do FB, onde quase todos me acusaram de ter feito uma montagem. Isso durou algumas horas até que com o tempo começaram a aparecer mais usuários confirmando minha historia e postando fotos da conquista deles.

Talvez muitos de vocês vão olhar as imagens e me crucificar por ter pego tantas minis, mas após muito tempo de colecionismo infelizmente aprendi da pior forma que caso eu não pegasse, algum outro colecionador passaria la e poderia pegar todos eles de uma só vez.
 Consegui vender todas elas no mesmo dia, eu estava preocupado, pois provavelmente eu ficaria sem dinheiro no mês que vem por ter que pagar tantas contas. Com o dinheiro dos Super consegui pagar ja todas as minhas contas e me sobrou uns trocados para comprar uns GL.

E vocês fariam o que se vissem isso na sua frente? Deixariam la, ou pegariam alguns para venda/troca?


7 comentários:

  Naoshi

24 de agosto de 2014 22:42

Kurt, li o post do colega, mas como sou de São Paulo não tinha muito o que fazer.No outro dia vi o seu post. Eu me fiz a mesma pergunta: " E se fosse eu, o que faria com tantos SuperTH?". Bom, eu acabo comprando algumas miniaturas por um preço mais caro dos "colecionadores" caso eu queira muito e não a encontro em lojas a preços oficiais. Mas sou contra comprar um Super por R$7 e depois vender por R$ x. O que eu faria seria comprar o maior número de Wagons que eu puder, depois contactar pessoas que gostariam de ter em suas coleções (não para vender) e repassar pelo preço que paguei.
É o que eu faço no dia-adia. Quando encontro alguma mini mais procurada e eu já a tenho na coleção, eu compro e repasso para meus amigos. Muitas vezes esses amigos não são colecionadores, apenas gostaram da miniatura do Batman, do Scooby Doo, da Enterprise, etc.

  Kurt370

25 de agosto de 2014 00:07

Ola Naoshi, por muito tempo foi exatamente isso que fiz, sempre que eu encontrava algum Super repetido, pegava e vendia pelo mesmo valor no qual paguei para um amigo meu em especial, pois eu e ele sempre ficavamos trocando minis entre si e acabavamos nos ajudando bastante.
Com o tempo ele desistiu de colecionar e por conta disto fiquei sem ter alguem para fazer estas trocas de favores, e levando em conta que a grande maioria dos amigos que tenho no colecionismo são vendedores, creio que seria melhor poder ajuda-los, mas também sendo ajudado.

Antigamente eu mantia os Super encontrados na minha coleção, mas depois de um certo tempo peguei um pouco de nojo dessas porcarias e troquei quase todas que eu tinha por outras marcas que eu queria e desde então passei a fazer isso, usar eles como moeda de troca.

Como falei antes, fiquei feliz em ter encontrado tantos assim juntos, pois acabou me ajudando bastante com dividas que eu tinha. Não quero me passar por coitado ou por certinho, apenas fiz o que achei que seria melhor.

  Luciano IC

27 de agosto de 2014 09:02

Cara, tá certo, achado (e pago) não é roubado. Duvido que algum dos seus críticos faria diferente.

  evandro

29 de agosto de 2014 18:15

Boa noite. Puxa aqui em Caxias do Sul é complidado. Até consegui um Super T Hunt no BIG (o mustang assinado - fui o segundo a achar, saiu até no T Hunted). Achei um destes teus na loja França e só. O resto dos T Hunt tenho que comprar pelo ML. Até porque conforme o vendedor da Loja Estação dos Brinquedos disse, mais de uma vez, ele separa para si quando abre as caixas. A coleção dos carros de filmes ele pegou vários. Fica difícil colecionar quando, por exemplo, tive que pagar ágio dentro da própria loja para levar uma mini. Cansei disto e por isto só estou comprando no ML.

  Edward Dement

2 de setembro de 2014 21:25

...Às vezes fico pensando: quando isso terá fim? Onde vamos chegar com tantas miniaturas? Todo ano um novo lançamento, uma nova série, uma nova marca. Muitas vezes os mesmos "moldes", apenas com roupagem nova... Penso que se não tomar cuidado acabaremos todos escravizados pelo mercado. É preciso ter controle, e comprar apenas o que, de fato, nos interessa, e não o que o mercado nos serve como "isca". Já não tenho mais onde enfiar tanta miniatura, e não consigo parar com isso (!) ...Até quando? Será um caso de compulsão? ...Precisamos estar atentos... Abração, Ivan. (Ah! Poderia ter pego uma dessa SW para mim. Adoraria)

  Edward Dement

2 de setembro de 2014 21:35

...Muitas vezes sinto saudades dos anos 70, quando o mercado não era assim tão agressivo, e não havia tanta miniatura para comprar. Então eu tinha um ou dois MB e era feliz. E nem ficava pensando em termos de "coleção", mas apenas adquiria uma miniatura, por puro gosto de tê-la, pelo prazer de brincar com ela, empurrar no corredor lá de casa... Hoje, as miniaturas são mais bem feitas e mais acessíveis (infinitas marcas!), mas adquiri-las se tornou uma monótona obsessão.

  Kurt370

7 de setembro de 2014 09:40

Opa pessoal, primeiramente gostaria de me desculpar pela demora em aceitar o comentario de vocês, mas é que eles não aparecem no meu email para confirmar e só pude ver hoje quando abri o blogger para postar coisa nova :/

Evandro, eu fiquei é espantado em saber que aí em Caxias do Sul tu consegue Super pela Lojas França, pois aqui em Porto Alegre esta loja é duramente odiada pelos colecionadores justamente por conta dos esquemas que eles tem com colecionadores. Na loja do centro da cidade quem retira os Super das caixas é o próprio gerente da loja, e os funcionarios não tem problema algum em admitir isto para os colecionadores.
Eu particularmente não vou atras deles, pois nada mais é do que um mainline melhorado, mas quando encontro fico feliz, pois sei que vou conseguir trocar ele por alguma coisa que eu goste e na maioria dos casos troco por modelos da Greenlight.

Edward, eu entendo o teu ponto de visto, infelizmente algumas pessoas mantém a coleção como um simbolo de poder, selecionando apenas minis "raras" e de alto valor para causar impacto emcolecionadores tão futeis quanto ele.
Eu tive muitas variações da HW, elas são feitas justamente para que o colecionador compre todas elas, e por incrivel que pareça, funciona bastante para diversas pessoas. Como falei, tive bastante variação da HW, mas vendi para alguns colecionadores a um preço mais baixo e isso fez eu me sentir melhor, pois tinha muitos modelos que eu nem gostava e comprei por impulso.